Pular para o conteúdo

O Que É Por você O Projeto?

    O Que É Por você O Projeto? 1

    O projeto gráfico tem uma faceta quase exclusiva que o diferencia de novas expressões descontraídas e artísticas, que é o exercício expressivo da tipografia. Um componente visual considerável e quota essencial das técnicas de constituição para surgir a anunciar uma mensagem clara e competente.

    Neste instante trabalhou em várias agências e estúdios de design, como E por que se lançou pra formar teu próprio Estúdio? O universo do design é muito vasto, desta forma demorou um tempo até que eu localizei o que mais me interessava.

    • Agentes incapacitantes, por exemplo BZ
    • Tem um cão?, e se é desta forma, qual é o teu número de telefone
    • 20:41 Maria Adanez no tapete vermelho
    • Diz ser Quintanar
    • Amanda Silverman – publicidade

    Trabalhei em agências de publicidade como Grey em Dusseldorf, O Laboratório ou Pavlov em Barcelona, e em estudos como toormix ou Vasava, bem como em Barcelona. Então eu estava ajudando uma professora em teu estudo durante o último ano de carreira, e em outra agência pequena em Munique durante um verão.

    No total, tive a sorte de poder trabalhar em locais muito díspares que me deram uma visão ampla do que se podes fazer no projeto. Quando trabalhava em Vasava me apresentei ao Young Guns, um prêmio que concede o Art Directors Club e que reconhece a vanguarda de profissionais criativos de o mundo todo com menos de 30 anos, e ganhei.

    Este foi o ponto de inflexão. Desse momento, teve desejo de oferecer um passo a mais, e tentar encontrar uma linguagem própria, e isso era apenas possível de maneira que a tomei por minha conta, assumindo toda a responsabilidade a respeito do meu serviço.

    Com o prêmio debaixo do braço, comecei a observar para os consumidores. Desde essa data, o Na atualidade estamos todos bem mais interligados, de modo que hoje é a mais natural de trabalhar à distância para um consumidor que tenha a 10.000 km

    Antes era possível, e sendo assim fazíamos, todavia não era o mais corrente. Há dez anos, que o seu serviço é internacionalizara dependia em vasto proporção do teu site, dos prêmios que recebes, e em alguns blogs, e em que web sites, saía com o teu trabalho.

    Hoje em dia não é dessa forma que funciona, temos mais ferramentas para promocionarnos, como Behance, ou Instagram, entretanto bem como há muito mais pessoas lá fora brigando para tornar-se um oca. Eu fui especializando-se insuficiente a insuficiente, e apesar de eu estar em terreno de ninguém, eu viajo entre a divisa da ilustração e a tipografia, sempre pela visão do designer. Fui aprendendo mais ferramentas durante estes dez anos que me permite expressar-me com mais versatilidade. O acontecimento de ter vivido em três cidades enormes, como Nova Iorque, Los Angeles e Amesterdão, durante este tempo, assim como me tem curtido muito.

    Cada vez que eu início a existência em uma nova cidade, eu tenho que começar de novo, retornar a explicar quem eu sou, o que eu faço. É duro, no entanto até o presente momento está sendo um exercício muito saudável. Qual é o seu pensamento gráfico? O que ou quem influenciou o?

    Prazeroso, isto é qualquer coisa em expansão. No momento em que mais experiência eu tenho, mais mudar essa compreensão. Pra mim, imediatamente mesmo, é muito primordial escoltar em busca da sua própria linguagem, contudo não é a máxima. Paul Rand falou “Don’t try to be original; just try to be good.” Com os anos há que assimilar a domar o cavalo.

    Marcações: