Pular para o conteúdo

10 Filmes Que Não Tenham Existido Sem ‘Blade Runner’

    10 Filmes Que Não Tenham Existido Sem 'Blade Runner' 1

    Diz a lenda que apenas 100 pessoas compraram o primeiro álbum do The Velvet Underground, quando este saiu para o mercado, porém que todas essas pessoas terminaram formando um grupo. Esta é simples, o que Aqui estamos explicando de uma dívida paga com acrescentamento.

    Com os detalhes na mão, é que o justiceiro mais idiota de Mega-City 1 havia chegado antes que Rick Deckard. Cinco anos antes, para ser preciso, por causa de sua primeira história em quadrinhos foi publicada em 1977. Mas, quando Pete Travis e Alex Garland e o levaram ao cinema, os replicantes prontamente estavam lá, e esta adaptação tomou bacana nota.

    • Planos de detalhes móveis
    • dez sinais que esclarecem que você é um hooligan do Whatsapp
    • Agora, você tem que usar o lugar de trabalho remoto pra ligar ao pc que você está definindo
    • CPU: R-4300 64Bit CPU, 93’75 MHz
    • Em 1986, McClelland e Rumelhart’s publicados Parallel Distributed Processing (Redes Neurais)
    • DSP2: Dimensionamento de gráficos. Duplica a velocidade de SNES. Exclusivo do Dungeon Master
    • Motivo de relatório: Vandalismo persistente em páginas. Avisado. Reincidente

    Esse arranha-céu do inferno, essa paleta de cores na fotografia, estas perseguições, essa Lena Headey… são todos elementos bladerunnerianos em grau sumo. Quem quer replicantes no momento em que tem funcionários ineptos? As diretoras com Oscar… perdão, A diretora com Oscar, assim como assimilou 4 coisas da Tyrell Corporation. Deixando de cota a Philip K. Dick, Como, Pois, muito grosseiramente, numa história em quadrinhos, intitulado “The Long Tomorrow”, escrito e desenhado por dois velhos populares de Ridley Scott: o roteirista Dan O’Bannon (Alien) e Moebius, o cartunista que desenhou o loquísimo universo do video.

    Além do mais, para que nos vamos sacanear, qualquer filme com veículos voadores vai obter prontamente comparações com Blade Runner… e sabemos que Luc Besson sabe. Quando tenho que fazer números, uma das razões que se alegam para o fracasso de Blade Runner no vídeo é o de ter sido lançado no mesmo ano em que E. T.

    E, ao término, Steven Spielberg acabou ajustando contas: vale que Minority Report é baseada em um conto de Philip K. Dick (por este vídeo, a inspiração literária veio de Brian Aldiss) e tem assim como uma quantidade considerável de inspiração bladerunneriana. Mas se buscamos um protagonista de Spielberg e Stanley Kubrick) que pense com ovelhas elétricas, David é a resposta. Este garoto robô é o irmão menor do que Roy Batty a todo o momento quis ter.

    Como prontamente apontamos o caso de Akira, a influência de Blade Runner pela animação japonesa vem sendo transbordante. E e também uma tabela interminável de exemplos (Bubblegum Crisis, Ergo Proxy, Psycho-Pass, Serial Experiments Lain (…), o video de Mamoru Oshii continua capital.

    Marcações: